Compartilhar

Isso é grande. Realmente grande. O papa Francisco acaba de pedir uma ação coletiva urgente para reparar nossa Casa Comum, e deu sua bênção aos “grupos de pressão cidadãos” antes da Cúpula Global de Ação Climática, que será realizada em setembro na Califórnia. Essa bênção é para nós!

Dias antes da cúpula, vamos colocar essa pressão em ação, numa mobilização global que irá unir cidadãos em todos os cantos do mundo. Em 8 de setembro e nos dias próximos da data, milhares de pessoas irão se reunir para exigir que os líderes locais e nacionais tomem medidas realmente ambiciosas para combater as mudanças climáticas. Nosso pedido é para que eles se comprometam com um mundo livre de fósseis.

Uma semana antes dos líderes globais se reunirem em São Francisco para a Cúpula Global de Ação Climática, nós iremos nos mobilizar para mostrar que a verdadeira liderança climática significa nada menos que uma transição rápida e justa para energias 100% renováveis, livres e acessíveis para todos. Isso quer dizer colocar um fim imediato em qualquer novo projeto com combustíveis fósseis, além de uma quebra de todos os laços financeiros com a indústria fóssil.

Iremos exigir que os governantes locais e nacionais tomem medidas concretas e urgentes para impedir as mudanças do clima – e cada ação, seja ela grande ou pequena, ajudará a impulsionar essa demanda.

Essa mobilização não é apenas sobre o que é decidido nos corredores do poder na própria Cúpula, mas também sobre a onda de vitórias e compromissos que podem ser assumidos em nossas próprias cidades, comunidades, universidades, instituições locais ou locais de culto.

Cabe a nós fazer desse encontro global mais do que um palanque político. Nossa mobilização massiva irá enviar uma mensagem poderosa e necessária de que as populações e comunidades estão se levantando em todos os lugares para deter os combustíveis fósseis, e exigem uma liderança climática real na Cúpula e para além dela.

O apelo do papa irá reverberar mundo afora, influenciando católicos e não-católicos, e precisamos aproveitar essa oportunidade para avançar. Vamos juntos no dia 8 de setembro.

Una-se a nós pelo clima!